Cândida Albicans – Causas, Sintomas, Ervas Naturais e Suplementos

Revisado por

Gostou do post? Avalie!

Cândida Albicans – Causas, Sintomas, Ervas Naturais e Suplementos que talvez você não conheça. Além disso, a Cândida Albicans é um fungo que ocorre naturalmente no trato digestivo dos seres humanos. Em pequenas quantidades coexiste com uma grande variedade de outros microrganismos que formam o microbiota intestinal.

Neste artigo vamos mostrar causas, sintomas, ervas naturais e suplementos que podem ser usados para superar o crescimento excessivo de Cândida Albicans.

Causas da Cândida:

Cândida Albicans - Causas, Sintomas, Ervas Naturais e Suplementos
Cândida Albicans – Causas, Sintomas, Ervas Naturais e Suplementos

Cândida Albicans é uma flora natural do microbiota humano. Porém, determinadas influências do meio ambiente podem proliferar seu crescimento até o ponto de começar a causar problemas crônicos de saúde.

Fatores Que Contribuem Para o Crescimento de Cândida Albicans Incluem:

  • Uso de antibióticos;
  • Uso de álcool;
  • Beber água da torneira que contém cloro;
  • Dieta rica em carboidratos refinados e açúcar;
  • Contraceptivos orais;
  • Baixo ácido estomacal ou uso de antiácidos;
  • Estresse;
  • Fumar excessivamente;
  • Toxicidade de metais pesados.

O crescimento excessivo do fungo Cândida Albicans é tóxico para o corpo por muitas razões. Este fungo pode emitir mais de 70 toxinas diferentes que podem atingir a corrente sanguínea. Essas toxinas criam uma atividade imune inflamatória crônica e exercem uma forte carga tóxica no fígado.

Se isso continuar por tempo suficiente, a atividade inflamatória crônica e a resposta imune hiperativa podem causar doenças autoimunes, como hipotireoidismo, artrite ou lúpus.

Sintomas da Cândida Albicans no Corpo:

Quanto mais a Cândida avança, mais sintomas aparecem. Estes sintomas variam do mental e emocional ao metabólico ou digestivo, sendo que afetam e impactam negativamente o corpo inteiro.

Alguns dos sinais iniciais mais comuns incluem:

  • Névoa do cérebro;
  • Língua branca e mau hálito;
  • Frieira;
  • Problemas Digestivos;
  • Problemas de pele;
  • Sensibilidade química e alimentar;
  • Desejos frequentes por açúcar.

Transtorno digestivo geral é muito comum em pessoas com crescimento crônico de Cândida. Além disso, estudos têm mostrado que aqueles com níveis mais altos de crescimento de Cândida sofrem de casos mais elevados de doenças inflamatórias intestinais, como colite ulcerativa e doença de Crohn.

Além disso, a Cândida Albicans pode causar alterações no intestino e no cérebro que contribuem para a irritabilidade, alterações de humor, ansiedade e depressão. Névoa cerebral extrema também pode contribuir para distúrbios de déficit de atenção.

8 Ervas e Suplementos Para Controlar o Crescimento de Cândida:

A lista a seguir é composta por alguns dos compostos clinicamente mais eficazes no tratamento da Cândida Albicans. Eles mostram uma capacidade notável de inibir o crescimento não só da Cândida, mas também de outros visitantes indesejados no intestino.

1 – Raiz de Uva de Oregon:

Raiz de uva de Oregon contém um alcaloide de planta chamado berberina. Berberina foi constatado em pesquisas que ajuda combater a Cândida Albicans, alterando a membrana celular. Essa raiz demonstrou extensa atividade antimicrobiana contra uma infinidade de patógenos humanos.

Além disso, a raiz de uva de Oregon é ideal para estabilizar o açúcar no sangue. Durante os primeiros estágios do tratamento com Cândida, os desejos por açúcar podem aumentar temporariamente. O uso dessa raiz pode ajudar com esse efeito colateral.

2 – Extrato de Semente de Toranja:

A semente de toranja é rica em bioflavonoides antioxidantes. Um em particular, chamado hesperidina, é ideal tanto para aumentar as defesas quanto para a atividade antimicrobiana.

Um estudo descobriu que este poderoso extrato foi capaz de matar mais de 800 cepas bacterianas e virais, 100 cepas de fungos e muitos tipos de parasitas.

3 – Raiz de Gengibre:

O gengibre pode ser útil no caso de Cândida por várias razões. É tremendamente anti-inflamatório para o intestino e pode ajudar com muitos dos desconfortos digestivos que são encontrados com o crescimento de Cândida Albicans.

Além de aliviar a inflamação e melhorar o desconforto digestivo, o gengibre também tem atividade antifúngica. Para esta combinação de benefícios, é essencial adicioná-lo a nossa lista de tratamentos naturais para essa condição.

4 – Orégano:

O orégano é uma ferramenta extremamente poderosa contra bactérias, vírus, parasitas e fungos. Tem sido demonstrado em pesquisas que ajudam a combater o Staphylococcus aureus resistente à meticilina e a antibióticos.

Orégano também é uma poderosa fonte de antioxidantes, juntamente com outras ervas italianas, como manjericão e tomilho (que também têm atividade antimicrobiana).

5 – Folhas de Oliveira:

O extrato de folha de oliveira demonstrou efeitos antifúngicos para Cândida Albicans, além de ter poderosos benefícios antivirais e imunoestimulantes.

Pode ser misturado extrato de folhas de oliveira com orégano, gengibre e açafrão para combater candidíase e doença inflamatória intestinal.

6 – Cúrcuma:

Cúrcuma, semelhante ao gengibre, é outro poderoso tempero anti-inflamatório. Ela é excelente para regular a desintoxicação no fígado e até mesmo alterar os biofilmes microbianos no trato digestivo.

O biofilme é uma barreira protetora que cria componentes para evitar ser expulso. O uso de açafrão e outros suplementos é essencial para alterar este biofilme, por isso os antimicrobianos podem realmente fazer o seu trabalho.

7 – Probióticos:

Quando antimicrobianos são usados para tratar o crescimento de Cândida, também pode ser útil usar probióticos para ajudar na restauração da flora intestinal saudável.

Esta flora terá a oportunidade de repovoar e fornecer uma defesa contra o crescimento recorrente de Cândida Albicans.

8 – Carvão Ativado:

Quando uma desintoxicação de Cândida Albicans é feita, haverá algum nível de resíduos tóxicos que serão liberados durante a extinção. Dependendo da extensão da infecção e das propriedades de desintoxicação, você pode experimentar sintomas diferentes.

É recomendável usar carvão ativado durante este processo para ligar as toxinas no intestino e ajudar na eliminação antes que sejam reabsorvidas.

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

DEIXE O SEU COMENTÁRIOS:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários