Dores de Cabeça Após a Gravidez – Causas e Tratamentos!

Revisado por

Gostou do post? Avalie!

Dores de Cabeça Após a Gravidez – Causas e Tratamentos. Além disso, as Dores de Cabeça Após a Gravidez às vezes podem parecer insuportáveis e ainda mais para uma nova mãe, pois dependendo do tipo a dor varia com a sinusite, cefaleia tensional e enxaqueca.

Vale ressaltar que, existem tratamentos para Dores de Cabeça experimentadas após a gravidez, veja o que você precisa saber sobre as causas e os tratamentos das Dores de Cabeça Após a Gravidez.

dor de cabeça após a gravidez
dor de cabeça apos a gravidez

O Que Causa as Dores de Cabeça Após a Gravidez:

Os Estudos mostraram que até 39% das pessoas experimentam Dores de Cabeça na primeira semana após o parto. Comumente chamada de Dores de Cabeça pós-parto, às vezes essas Dores de Cabeça podem ser devido as mudanças nos níveis de estrogênio.

Vale ressaltar que, após a gravidez, os níveis de estrogênio da mulher caem significativamente. Esta é também uma causa de depressão pós-parto.

As Principais Causas de Dores de Cabeça Após a Gravidez incluem:

  • Estresse;
  • Falta de dormir;
  • Fadiga;
  • Desidratação;
  • Baixa nos níveis de estrogênio.

Às vezes, Dores de Cabeça Após a Gravidez Podem Ser um Sintoma de Problemas Graves, Tais Como:

  • Pré-eclâmpsia ou eclâmpsia;
  • Meningite;
  • Tumores;
  • Dores de Cabeça espinhal;
  • Reação à medicação;

Como Tratar Dores de Cabeça Após a Gravidez:

No entanto, a dor de cabeça pode ocorrer enquanto ainda estiver no hospital, especialmente se você apresentar outros sintomas, como:

  • Dormência;
  • Fraqueza;
  • Visão embaçada.

Além disso, o seu médico pode solicitar uma tomografia computadorizada ou ressonância magnética para garantir de que não haja problemas, pois o tratamento para as Dores de Cabeça irá variar dependendo do problema.

Vale ressaltar que, para as Dores de Cabeça ligeiras e moderadas, sem outros sintomas graves após o parto, o seu médico irá provavelmente tratar a cefaleia de forma semelhante a uma dor de cabeça normal.

O Tratamento Recomendado Para Dores de Cabeça Após a Gravidez Inclui:

  • Compressas frias;
  • Dormir ou relaxar;
  • Um quarto escurecido e silencioso;
  • Pequenas quantidades de cafeína;
  • Uma pequena dose de acetaminofen ou ibuprofeno;
  • Massagem ou acupressão;
  • Aumento da hidratação.

Aleitamento Materno e Remédio Para dor de Cabeça:

Sobretudo, durante a amamentação, você deve ter cuidado com o que coloca em seu corpo, pois qualquer coisa que esteja ingerindo pode ser transmitida para seu filho.

Caso esteja com Dores de Cabeça, tente o alívio com remédios caseiros e naturais primeiro, mas converse com o seu médico, antes, sobre medicamentos seguros para o bebê.

Estes Incluem Medicamentos Sem Receita, Tais Como:

  • Ibuprofeno: não mais de 600 miligramas (mg) por dia;
  • Acetaminofen: não mais que 3 gramas (g) por dia;

Medicamentos Prescrito Podem Incluir:

  • Diclofenaco de sódio (Voltaren);
  • Bromidrato de eletriptano (Relpax);

Não é Seguro Usar:

  • Opioides;
  • Aspirina;
  • Zonisamida (Zonegran);
  • Atenolol (Tenormin);
  • Izanidina (Zanaflex).

Dores de Cabeça e Hormônios:

Um estudo antigo, de 1993, descobriu que os hormônios sexuais, como o estrogênio e a progesterona, podem afetar as Dores de Cabeça nas mulheres.

Além disso, os hormônios sexuais são conhecidos por afetar uma parte do cérebro chamada hipotálamo e hipófise.

Hipotálamo: controla a fome e a sede e está envolvido na atividade emocional. A glândula pituitária é uma pequena parte do cérebro que atua como um controlador de outras glândulas hormonais.

Após o nascimento, os níveis de estrogênio nas mulheres caem drasticamente, esta mudança drástica no seu nível de estrogênio pode causar Dores de Cabeça ou enxaqueca.

Considerações Finais:

Existem muitos motivos pelas quais você pode sentir Dores de Cabeça após a gravidez, no caso de dores de cabeça persistentes ou graves após o parto, você deve consultar o seu médico para um diagnóstico completo.

Vale ressaltar que, além das Dores de Cabeça, você pode sentir outros sintomas preocupantes que possam indicar um problema mais sério, que incluem tonturas ou visão embaçada.

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

DEIXE O SEU COMENTÁRIOS:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários