Doenças e Distúrbios

Angina – o que é, causas, sintomas e tratamentos!

angina

A angina é uma dor aguda ou desconforto na área do peito causada por uma falta de suprimento de sangue em uma parte específica do coração.

angina
angina

Angina pectoris é o principal sintoma de doença cardíaca coronária resultante da constrição ou bloqueio dos vasos do coração. Os episódios agudos se manifestam nos casos em que a demanda de oxigênio do músculo cardíaco não é preenchida pela corrente sanguínea.

Ataques de angina ocorrem após o esforço físico, sobrecarga emocional, depois de tomar alimentos pesados ​​ou picantes, beber álcool, etc.

O que é angina:

A palavra “angina pectoris” é de origem grega: “steno” significa restrição e “cardia” significa coração. Literalmente uma “restrição do coração”.

O conceito de angina está associado ao conceito de doença cardíaca coronária, nesse caso é uma doença cardíaca na qual o suprimento de sangue para o músculo cardíaco para ou diminui, devido a processos patológicos nas artérias coronárias que alimentam o coração.

O fluxo sanguíneo reduzido leva ao rompimento do coração, o que requer uma quantidade suficiente de oxigênio transportado com sangue para realizar suas funções.

Causas da angina:

Embora os ataques de angina geralmente se desenvolvam subitamente, os danos ao coração podem se desenvolver gradualmente ao longo de vários anos. A maioria dos ataques cardíacos é causada por obstrução ou espasmo das artérias coronárias, vasos que alimentam o coração.

Normalmente, as artérias são bloqueadas na aterosclerose, quando os produtos metabólicos gordurosos se acumulam na parede interna das artérias e formam placas.

Ataques de angina também podem ser o resultado de uma obstrução, por um coágulo de sangue, nas artérias coronárias estreitas. Na maioria das vezes, coágulos sanguíneos se formam onde a artéria já está estreitada por placas ateroscleróticas.

Uma das causas principais da Angina é a aterosclerose das artérias do coração, em que o lúmen dos vasos sanguíneos do coração fica estreitado pela placa aterosclerótica (depósitos de colesterol na parede da artéria), como resultado o coração não recebe sangue suficiente, isso resulta em um estado de deficiência de oxigênio, que é acompanhado por ataques de dor no coração.

Sintomas da angina:

A principal manifestação sintomática é a dor no peito. A natureza da dor pode ser diferente, podendo se apresentar queimando ou pressionando, além disso, muitas vezes os pacientes têm aumento da sudorese, dificuldade em respirar, desconforto no peito, náuseas e vômitos.

A dor pode ocorrer no maxilar inferior, ombro, braço e área da omoplata. Formas indolores de Angina quase não são observadas. Além disso, um ataque de angina pectoris é manifestado por uma dor opressiva que aperta o coração.

Acontece que é percebida e descrita como uma dor que comprimi e restringe, sendo que na maioria das vezes, pacientes com Angina descrevem a dor como um “tijolo no peito”. Nesse caso, uma pessoa com tal sintoma deve parar o que estiver fazendo imediatamente, sentar e inalar ar fresco.

Tratamentos para angina: 

Como a Angina é uma das manifestações da doença cardíaca coronariana mais comum, que por sua vez é uma manifestação de uma condição ainda mais geral, a aterosclerose. Essa deve ser tratada por complexo, pois eliminar somente os sintomas não é suficiente.

A aterosclerose e doença cardíaca coronária, tendo a angina como sua manifestação, são doenças incuráveis. Isto é, são condições que não podem ser curadas completamente pela medicina moderna. Felizmente, existem muitos tratamentos que podem melhorar significativamente a sua saúde, reduzir o risco de complicações e prolongar a vida.

Principais objetivos do tratamento da angina:

  • Mudanças de estilo de vida, exercício regular, dieta e perda de peso.
  • Ingestão regular de medicamentos prescritos pelo médico.
  • Tratamento cirúrgico (como a coronarioplastia ou a cirurgia de revascularização).

Medicamentos para angina:

aspirina
aspirina

1. Aspirina:

Neste caso, não é o seu efeito antipirético que é valioso, mas a capacidade de diluir o sangue para que ele passe mais facilmente para o coração através dos vasos coronários. A aspirina é contraindicada em caso de coagulação deficiente do sangue, portanto, antes de tomá-la, é necessário fazer uma análise de coagulabilidade.

2. Nitratos:

Remédios que podem reduzir a carga no coração devido à deposição de sangue nas veias, bem como expandir os vasos coronários. Existem duas formas principais de nitratos: curtas e longas. Os primeiros são usados ​​principalmente para parar um ataque, os segundos são usados ​​para tratamento a longo prazo da angina.  

3. Inibidores:

Usam-se com a pressão aumentada, bem como para prevenir complicações do coração.

4. Betabloqueadores:

Reduz a frequência cardíaca, reduz os efeitos nocivos da adrenalina no coração e baixa a pressão arterial.

Deixe um comentário