Dor Lombar Inferior – O Que Causa, Como Tratar e Cuidados!

Revisado por

Gostou do post? Avalie!

Dor Lombar Inferior – O Que Causa, Como Tratar e Cuidados. Além disso, ás vezes a dor lombar é sentida em apenas um lado do corpo. Algumas pessoas experimentam dores constantes, enquanto outras têm uma dor que vem e vai. O tipo de dor nas costas pode variar também.

Muitas pessoas experimentam uma dor aguda, enquanto outras se sentem mais maçantes. Além disso, pessoas com Dor Lombar Inferior reagem de maneira diferente à pressão e movimento. Isso ajuda alguns, mas pode piorar a dor para os outros.

O Que Causa a Dor Lombar Inferior:

Dor Lombar Inferior
Dor Lombar Inferior

As Causas Mais Comuns de Dor lombar Inferior São:

  • Danos nos tecidos moles dos músculos ou ligamentos que sustentam a coluna;
  • Lesão na coluna vertebral, como discos ou articulações da coluna vertebral;
  • Problema que envolve órgãos internos, como rins, intestinos ou órgãos reprodutivos;
  • Dano ao tecido mole;
  • Quando os músculos da região lombar estão tensos (sobrecarregados), ou os ligamentos são torcidos (sobrecarregados ou rasgados), pode ocorrer inflamação. A inflamação pode provocar espasmos musculares que podem resultar em dor;

Dano na Coluna Vertebral:

Dor Lombar Inferior de danos na coluna vertebral é comumente causada por:

  • Hérnia de disco lombares;
  • Osteoartrite nas articulações facetárias;
  • Disfunção das articulações sacroilíacas.

Problemas de Órgão Internos:

A Dor Lombar Inferior pode ser uma indicação de um problema com um órgão abdominal como:

  • Infecção renal;
  • Pedras nos rins;
  • Pancreatite;
  • Colite ulcerativa;
  • Desordens ginecológicas, como endometriose e miomas;

Sua Dor Lombar Inferior pode ser causada por um problema sério. Procure atendimento médico imediato caso tenha:

  • Fraqueza incomum na parte inferior do corpo;
  • Formigamento em sua parte inferior do corpo;
  • Náusea;
  • Vômito;
  • Falta de ar;
  • Tontura;
  • Confusão;
  • Febre;
  • Arrepios;
  • Micção dolorosa;
  • Sangue na urina;
  • Incontinência.

Como Tratar a Dor Lombar Inferior:

1 – Autocuidado:

O primeiro passo no tratamento da Dor Lombar Inferior é comumente autocuidado, como descanso, evitar má postura, etc.

2 – Descanse:

Tire um dia ou dois de atividade extenuante.

3 – Evite:

Evite ou minimize atividades ou posições que agravam sua dor.

4 – Medicação Sem Prescrição:

Analgésicos anti-inflamatórios, como a aspirina, ibuprofeno e naproxeno podem reduzir o desconforto.

Terapia de gelo / calor. As compressas frias podem reduzir o inchaço e o calor pode aumentar o fluxo sanguíneo e relaxar a tensão muscular.

5 – Consulte Seu Médico: 

Uma visita ao seu médico pode ser necessária caso os seus esforços de autocuidado não estiverem produzindo resultados. Para Dor Lombar Inferior, seu médico pode prescrever:

  • Relaxantes Musculares: Remédios como baclofeno e clorzoxazona são comumente usadas para reduzir a tensão muscular e os espasmos.
  • Opioides: Remédios como fentanil e hidrocodona às vezes são prescritos para tratamento de curto prazo da Dor Lombar Inferior intensa.
  • Cinta: Às vezes, uma cinta, muitas vezes combinada com fisioterapia, pode proporcionar conforto, acelerar a cicatrização e oferecer alívio da dor.
  • Cirurgia: O terceiro passo é a cirurgia. Normalmente, este é um último recurso para a dor severa que não respondeu bem da 6º a 12º semana de outro tratamento.

Cuidados Alternativos: 

Algumas pessoas que sofrem de Dor Lombar Inferior tentam cuidados alternativos, tais como:

  • Acupuntura;
  • Meditação;
  • Massagem.

Considerações Finais:  

Caso esteja sofrendo de Dor Lombar Inferior, você não está sozinho. Dor nas costas é uma das principais causas de ausência do local de trabalho.

Dependendo da gravidade da sua dor ou da extensão de seu problema, pode haver passos simples que podem ser tomados em casa para acelerar o processo de cura e aliviar o desconforto.

Caso alguns dias de cuidados domiciliares não estiver ajudando, ou tiver sintomas incomuns, converse com seu médico para conseguir um diagnóstico completo e uma análise das opções de tratamento.

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

DEIXE O SEU COMENTÁRIOS:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários