Plantas Medicinais

Bardana – o que é, benefícios e efeitos colaterais!

bardana

A bardana contêm propriedades benéficas e é rica em propriedades anti-inflamatórias, pois, pertence às plantas medicinais para diversas condições. Além disso, vale ressaltar que, ela possui propriedades em sua composição que ajudam a remover produtos tóxicos, bem como os venenos de picadas de insetos e de cobras venenosas.

bardana
bardana

Além disso, ela contêm componentes que são ativos juntos, reforçando-se mutuamente os efeitos um do outro.Além disso, sobretudo, os efeitos complexos no corpo, sendo assim, a planta é útil em muitos processos de doenças.

O que é bardana?

A bardana ( Articum lappa) é uma planta do membro da família Asteraceae, juntamente com girassóis e margaridas.

A planta é conhecida por sua broca, uma bola redonda com material de semente coberta de ganchos ou dentes. Além disso, vale ressaltar que essa planta só é encontrada em crescimento selvagem na Europa, Ásia e nos Estados Unidos.

É considerada segura e cultivada por suas propriedades medicinais, mas só deve ser obtida de fontes respeitáveis ​​e nunca deve ser coletada na natureza. Além disso, a planta se assemelha e é da mesma família de plantas que a beladona, que é altamente tóxica. Elas geralmente crescem juntas.

Para que serve a bardana

Possui propriedades diuréticas, coleréticas, diaforéticas e desinfetantes. Além disso, ela estimula a formação de enzimas proteolíticas e acelera a função de formação de insulina do pâncreas, promovendo o crescimento de glicogênio no fígado, ações essas que têm efeitos benéficos sobre o metabolismo e a pele.

Além disso, a  decocção de raiz de bardana é prescrita para doenças metabólicas (gota, reumatismo articular, pedras nos rins, vesícula e diabetes mellitus), além de doenças como a gastrite e úlcera gástrica.

A sua raiz pode ser consumida como um vegetal cru ou cozido em guisados, sopas e outras receitas. Além do chá, vem em forma de óleo, extrato e em pó.

O chá da raiz de bardana tem um sabor doce e pode ser apreciado tanto quente quanto frio. É um dos ingredientes do chá Essiac, uma mistura de ervas patenteada que supostamente traz benefícios para a saúde. Além disso, sobretudo, a raiz é também um alimento para larvas, traças e borboletas.

Benefícios da bardana para saúde:

1. Prevenção e tratamento do câncer:

Contém os antioxidantes quercetina e luteolina, que têm propriedades que podem impedir o crescimento e a mutação das células cancerígenas.

2. Reduz a tosse e o frio:

Tem sido tradicionalmente usada como descongestionante e expectorante para resfriados e tosse. Embora a ciência seja limitada, contém vitamina C, que estimula o sistema imunológico.

3. Melhora a saúde do fígado:

A bardana tem sido usada para desintoxicar o fígado e o corpo durante séculos. Além disso, um estudo em ratos em 2002 descobriu que, a erva pode ajudar a reverter as lesões hepáticas causadas pelo consumo excessivo de álcool, embora uma correlação direta com os resultados em humanos não possa necessariamente ser feita.

4. Alivia dores:

Acredita-se que a planta de bardana tenha propriedades anti-inflamatórias. Além disso, beber o chá reduz certos marcadores inflamatórios em pacientes com osteoartrite do joelho.

5. Reduz a pressão arterial:

O chá da raiz contém potássio, o que pode ajudar a baixar a pressão sanguínea e abrir os vasos sanguíneos para melhorar o fluxo sanguíneo.

6. Reduz rugas: 

A raiz de bardana contém antioxidantes como a quercetina, a luteolina e os ácidos fenólicos, que combatem os radicais livres e combatem os sinais do envelhecimento.

7. Fortalece os cabelos:

Os fitosteróis da raiz aumentam a saúde do couro cabeludo e do cabelo, aliviam a caspa e melhoram os folículos capilares, prevenindo a queda de cabelo e melhorando a espessura.

8. Melhora a digestão:

A bardana contém inulina, uma fibra solúvel que ajuda a melhorar a digestão atuando como alimento para bactérias intestinais saudáveis, a inulina ajuda a regular a inflamação e a eliminar toxinas do corpo.

Vale ressaltar que também contém mucilagem que atua como uma proteção para a mucosa gástrica (a camada de membrana mucosa do estômago). Além disso,  ajudando-a a curar. Isso é especialmente útil se tiver sido danificada por acidez ou inflamação.

9. Ajuda eliminar as toxinas:

Os antioxidantes ajudam especialmente a proteger o fígado contra substâncias venenosas. Além disso, os compostos d, como o seu sabor amargo, podem ajudar a estimular a produção de bílis, ajudando o fígado a eliminar as toxinas com mais rapidez e facilidade.

Receitas com bardana:

Caçarola de bardana

INGREDIENTES:

  • 500 g de raiz de bardana,
  • 3 ovos,
  • 1 copo de leite,
  • 25 g de creme azedo,
  • 20 g de manteiga,
  • Sal e açúcar a gosto.

MODO DE PREPARO:

  • Lave as raízes em água fria, descasque. Para facilitar a remoção, escalde com água fervente.
  • Corte em cubos em tamanho médio, ferva e drene a água em uma peneira. Quando a água for drenada, adicione sal, açúcar e misture.
  • Coloque em uma panela pré-aquecida, acrescente a mistura de leite e asse no forno até dourar.
  • Antes de servir, recomendamos encher com manteiga ou creme azedo.

Sopa com chucrute de bardana:

INGREDIENTES:

  • 150 g de chucrute;
  • 200 g de folhas de bardana;
  • 20 gramas de gordura;
  • 0,25 g de creme azedo;
  • 1 cebola pequena;
  • Sal a gosto;
  • Salsa;
  • Limão.

MODO DE PREPARO:

  • Ferva 0,5 xícara de arroz em 1 litro de água salgada.
  • Além disso, mergulhe 200 g de folha de bardana picada em água fervente.
  • Deixe ferver por mais 10 minutos, adicione 1 colher de sopa de manteiga, 0,5 xícara de creme azedo, com a mistura no calor, mas não fervendo.
  • Além disso, para adicionar sabor, adicione 0,5 xícara de endro picado e salsa e coloque as rodelas de limão.

Efeitos Colaterais:

  • A bardana é geralmente considerada segura, no entanto, algumas pessoas não deve consumir, principalmente a mulher grávida deve evitar, pois pode estimular o útero e causar parto prematuro.
  • Além disso, as pessoas com diabetes que tomam medicamentos, que diminuem o nível de açúcar no sangue, não devem usar, pois podem causar hipoglicemia. O efeito colateral mais comum relatado é uma erupção cutânea (dermatite de contato).

Formada em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo, escreve artigos de beleza e saúde com noções de SEO e tem versatilidade na produção dos textos.

Deixe um comentário