Legumes e Vegetais

Quinoa – o que é, para que serve, benefícios e efeitos colaterais!

quinoa

A quinoa é uma planta anual distribuída pela América do Sul ela tem uma origem antiga. Os grãos eram um dos principais tipos de comida indiana, juntamente com batatas e milho.

A variabilidade genética da quinoa indica a planta como uma espécie oligocêntrica, com um centro de origem amplamente distribuído e múltiplas diversificações.

quinoa
quinoa

O que é a quinoa?

A quinoa é uma semente sem glúten que pode ser um ótimo substituto para o arroz e outros grãos. Este superalimento é classificado como um grão integral e é naturalmente isento de glúten.

Além disso, a quinoa é um grão minúsculo que pode ser cozinhado juntamente com o arroz e tem um leve sabor de nozes, e uma textura leve e fofa semelhante ao cuscuz. Você pode encontrá-lo ao lado de outros grãos em lojas de produtos naturais e em seu supermercado.

Para que serve a quinoa? 

Este grão tornou-se popular entre pessoas preocupadas com a saúde por seus diferentes benefícios, incluindo grandes quantidades de proteínas, fibras e várias vitaminas e minerais.  Também é rico em magnésio, ferro, vitaminas do complexo B, cálcio, potássio, fósforo, Vitamina E e vários antioxidantes. Também é livre de glúten e recomendada para indivíduos que estão em uma dieta livre de glúten.

Benefícios da quinoa para saúde:

1. Boa fonte de carboidratos:

A quinoa também é uma excelente fonte de carboidratos complexos, que fornecem ao corpo a energia necessária. Além disso, os carboidratos complexos entram no sangue muito lentamente, e é por isso que a pessoa se sente satisfeita por muito tempo.

2. Não contém glúten:

Ela é ideal para pessoas que não toleram ou são alérgicas ao glúten. Desde que os grãos não contêm glúten, eles podem ser usados ​​por aqueles que sofrem de doença celíaca e síndrome do intestino irritável.

Além disso, a quinoa também é adequada para pessoas que se preocupam com sua saúde e não querem comer produtos que contenham glúten.

2. Rica em proteína:

Um dos benefícios mais notáveis ​​da quinoa é o seu alto teor de proteína. Além disso, estes grãos  contêm 9 aminoácidos a partir dos quais as proteínas são construídas.

Por esse motivo, o uso da quinoa sul-americana é ideal para pessoas que seguem uma dieta vegetariana. Tais pessoas podem obter proteína suficiente a partir desses grãos, o que é necessário para construir e reparar os músculos.

beneficios da quinoa
benefícios da quinoa

3. Reduz o colesterol ruim:

Ela também pode ajudar a baixar os níveis de colesterol. Fibra ajuda na digestão, que requer ácidos biliares, que são feitos parcialmente com colesterol.

À medida que sua digestão melhora, o fígado puxa o colesterol do sangue para criar mais ácidos biliares, reduzindo assim a quantidade de LDL, o colesterol ruim.

4. Baixo índice glicêmico:

A quinoa possui um baixo índice glicêmico, que é uma medida da rapidez com que um alimento vai aumentar o açúcar no sangue. E níveis regulares de açúcar no sangue equivalem a um risco menor de condições assustadoras, como doenças cardíacas e diabetes.

5. Melhora a enxaqueca:

A quinoa é recomendada para pessoas que sofrem de ataques de enxaqueca severa, pois o produto contém uma grande quantidade de vitamina B2, que efetivamente combate a doença.

6. Rica em antioxidantes:

Ela também é um grão muito rico em antioxidantes, substâncias que neutralizam os radicais livres e que também ajudam a combater o envelhecimento e muitas doenças.

Além disso, em comparação com outros cereais, a quinoa é bastante rica em antioxidantes, como polifenóis, fenólicos e antocianinas. Sua atividade antioxidante protege os rins, coração, pâncreas e pulmões do estresse oxidativo.

efeitos colaterais da quinoa
efeitos colaterais da quinoa

Efeitos colaterais:

A quinoa tem um teor razoavelmente alto de ácidos oxálico e fítico. Além disso, os primeiro desses ingredientes, por um lado, reduz a absorção de cálcio do trato gastrointestinal e, por outro, após a absorção, pode precipitar nos rins e criar depósitos.

O ácido fítico tem a desvantagem de se ligar a certos elemento, por exemplo, cálcio, ferro, zinco, magnésio, com a formação de complexos não absorvidos que impedem a absorção desses compostos. Portanto, para evitar isso, a imersão prolongada dos grãos ajudará, devido à qual uma parte significativa do ácido fítico pode ser neutralizada.

Deixe um comentário