Dicas de Saúde

Óleo de manjerona – para que serve, benefícios e contraindicações!

beneficios do oleo de manjerona

óleo de manjerona é rico em vitaminas e minerais essenciais à saúde, o óleo dessa planta ajuda a melhorar a digestão e a saúde do coração. Além disso, caso não esteja familiarizado com a manjerona, provavelmente conhece seu primo próximo – orégano.

A manjerona é uma erva perene originária da região do Mediterrâneo e uma fonte altamente concentrada de compostos bioativos que promovem a saúde. Além disso, orégano é um substituto e vice-versa devido sua semelhança, mas tem uma textura mais fina e um perfil de sabor mais suave.

oleo de manjerona
óleo de manjerona

O que chamamos de orégano também é chamado de “manjerona selvagem”, e o que chamamos de manjerona é comumente chamado de “manjerona doce”. Além disso, assim, a manjerona selvagem é, na verdade, orégano – a confusão continua!

Para que serve o óleo de manjerona?

A manjerona tem uma história muito específica de uso culinário e medicinal. Além disso, segundo a mitologia grega, Afrodite, a deusa do amor, era uma grande fã dessa erva, o que a levou a fazer poções de amor.

Por séculos nas cozinhas ao redor do mundo, seus usos foram e continuam sendo amplos. Além disso, seja a versão fresca ou seca, ela pode ser adicionada em pratos de carne e vegetais, molhos para saladas e ensopados.

A manjerona também pode ser tomada oralmente em uma forma medicinal mais concentrada ou usada topicamente e na aromaterapia como um óleo essencial. Além disso, a inalação de óleo de manjerona demonstrou acalmar o sistema nervoso e, por sua vez, impactar positivamente seu sistema cardiovascular, melhorando o fluxo sanguíneo e diminuindo a pressão arterial.

Ele é usado para tratar tosse, coriza, problemas de vesícula biliar, problemas digestivos, depressão, tontura, enxaquecas, dores de cabeça nervosas, dor nos nervos e paralisia também. Além disso, continue lendo para ver como essa poderosa erva pode melhorar sua saúde.

O que é a planta de manjerona? 

Os gregos antigos chamavam a manjerona de “alegria da montanha” e usavam para criar grinaldas e guirlandas para casamentos e funerais. No antigo Egito, era usada medicinalmente para curar e desinfetar. Além disso, também foi usada para preservação de alimentos.

Durante a Idade Média, as mulheres europeias usavam a erva nos nosegays (um pequeno buquê de flores, normalmente oferecido como presente). A manjerona doce também era uma erva popular na culinária da Europa durante a Idade Média, quando era usada em bolos, pudins e mingau.

Na Espanha e na Itália, seu uso culinário remonta aos anos 1300. Durante o Renascimento (1300-1600), a erva era tipicamente usada para dar sabor a ovos, arroz, carne e peixe. No século 16, era comumente usada fresca como uma erva de salada.

Durante séculos,manjerona e orégano foram usados para fazer chás. Antes da introdução do lúpulo, selvagem, que na verdade é orégano, era um ingrediente de cervejas.

Valor nutricional do óleo de manjerona:

Manjerona (Origanum majorana) é uma erva perene que vem das folhas da planta que pertencem ao gênero Origanum, que é um membro da família das mentas.

Uma colher de sopa de manjerona seca contém cerca de:

  • 4 calorias;
  • 0,9 gramas de carboidratos;
  • 0,2 gramas de proteína;
  • 0,1 grama de gordura;
  • 0,6 grama de fibra;
  • 9,3 microgramas de vitamina K (12% do VD);
  • 1,2 miligramas de ferro (7% do VD);
  • 0,1 miligramas de manganês (4% do VD);
  • 29,9 miligramas de cálcio (3% do VD);
  • 121 UI de vitamina A (2% do VD).

Manjerona seca é bastante impressionante, mas a versão fresca normalmente tem níveis ainda mais elevados de vitaminas e minerais. Além disso, seus nutrientes também estão presentes no seu óleo.

Benefícios do óleo de manjerona para saúde:

Devido seu valor nutricional esse óleo pode trazer muitos benefícios para a saúde. Confira a seguir seus principais benefícios para saúde.

1. Ajudar na digestão:

Adicionar manjerona em sua dieta pode melhorar sua digestão. O cheiro dela sozinha pode estimular as glândulas salivares, o que ajuda na digestão dos alimentos presente na boca.

O óleo continua ajudando na digestão de suas refeições, estimulando o movimento peristáltico dos intestinos e também sua eliminação.

Caso sofra de problemas digestivos como náusea, flatulência, cólicas estomacais, diarreia ou constipação, uma ou duas xícaras de chá de manjerona podem aliviar os sintomas. Você também pode adicionar a erva fresca ou seca em sua próxima refeição para ter um alívio digestivo.

2. Equilíbrio hormonal:

A manjerona é conhecida na medicina tradicional por sua capacidade de restaurar o equilíbrio hormonal e regular o ciclo menstrual. Caso seja uma mulher, esta erva pode ajudar no equilíbrio adequado do seus hormônios, porque foi demonstrado que equilibra os hormônios naturalmente.

Caso esteja lidando com os sintomas menstruais indesejados da TPM ou da menopausa, essa erva pode proporcionar alívio para mulheres de todas as idades. É considerado um emenagogo, o que significa que pode ser usado para iniciar a menstruação.

Ele também é usado tradicionalmente pelas mães que amamentam para promover a produção de leite materno.

Síndrome do ovário policístico (SOP) e infertilidade (muitas vezes resultantes de SOP) são outros problemas significativos de desequilíbrio hormonal que esta erva pode melhorar. Um estudo de 2016 avaliou os efeitos do chá de manjerona no perfil hormonal de mulheres com SOP em um estudo controlado por placebo.

Os resultados do estudo revelaram os efeitos positivos do chá no perfil hormonal das mulheres com SOP. O chá melhorou a sensibilidade à insulina e reduziu os níveis de andrógenos adrenais nessas mulheres.

Isso é muito significativo, já que o excesso de andrógenos está na raiz do desequilíbrio hormonal para muitas mulheres em idade reprodutiva.

3. Controlar diabetes Tipo 2:

Atualmente, mais 9% da população nos EUA sofre de diabetes, e o número continua aumentando. A boa notícia é que uma dieta saudável, juntamente com um estilo de vida saudável, é uma das melhores maneiras de prevenir e controlar o diabetes, especialmente o tipo 2.

Estudos mostram que a manjerona é uma erva que combate à diabetes e algo que definitivamente deve ser incluso em seu plano de dieta para diabéticos.

Especificamente, foi demonstrado que as variedades secas desta erva, juntamente com orégano e alecrim mexicano atuam como um inibidor da enzima conhecida como proteína tirosina fosfatase 1B (PTP1B).

Além disso, cultivada em estufa, orégano mexicano e extrato de alecrim foram os melhores inibidores da dipeptidil peptidase IV (DPP-IV).

Esta é uma descoberta impressionante, já que a redução ou eliminação de PTP1B e DPP-IV ajuda na melhora da sinalização e a tolerância à insulina. Assim, tanto a manjerona fresca como a seca podem melhorar a capacidade do organismo de gerir adequadamente o açúcar no sangue.

4. Saúde cardiovascular:

Manjerona pode ser um remédio natural útil para pessoas de alto risco ou que sofrem de sintomas de pressão alta e problemas cardíacos. É naturalmente rico em antioxidantes, tornando-o excelente para o sistema cardiovascular e para todo o corpo.

É também um vasodilatador eficaz, o que significa que pode ajudar a alargar e a relaxar os vasos sanguíneos. Isso facilita o fluxo de sangue e reduz a pressão arterial.

A inalação de óleo de manjerona na verdade demonstrou diminuir a atividade do sistema nervoso simpático e estimular o sistema nervoso parassimpático, resultando em vasodilatação para diminuir o esforço cardíaco e reduzir a pressão arterial.

Simplesmente cheirar o óleo essencial pode diminuir sua resposta de luta ou fuga (sistema nervoso simpático) e aumentar o seu sistema de descanso e digestão (sistema nervoso parassimpático), o que diminui a pressão em todo o sistema cardiovascular, sem mencionar todo o seu corpo!

5. Aliviar dor: 

Esta erva pode diminuir a dor que muitas vezes vem com rigidez muscular ou espasmos musculares, bem como dores de cabeça causada pela tensão. Massoterapeutas costumam incluir o óleo essencial em seu óleo de massagem com essa finalidade.

Eu pessoalmente posso atestar o fato de que o óleo de manjerona é muito eficaz no alívio da tensão, e as propriedades anti-inflamatórias e calmantes dele podem ser sentidas tanto no corpo quanto na mente.

Para fins de relaxamento, você pode tentar difundi-lo em sua casa e usá-lo em sua receita de óleo ou loção de massagem caseira. Somente a inalação de óleo de manjerona pode acalmar o sistema nervoso e reduzir a pressão arterial.

Como usar óleo de manjerona:

Medicinalmente falando, pode ser comprado e tomado como um suplemento, além disso, a planta de manjerona  pode ser usada sob a forma de uma cápsula, tintura líquida ou chá.

As flores e folhas são usadas frescas e secas em todos os tipos de receitas culinárias. Alguns dos alimentos mais comuns acompanhado de manjerona são: peixe, carne bovina, vitela, cordeiro, peru, frango, vegetais verdes, cenoura, couve-flor, ovos, cogumelos e tomates.

Esta erva também dá um impulso saudável e saboroso para molhos para saladas, ensopados, sopas e marinadas. Também pode ser infundido em vinagres e óleos.

Caso esteja pensando em cultivar a planta, é uma ótima ideia. Pois não só é relativamente fácil de plantar e mantê-la, mas também atrai abelhas e pólen de abelha e aumenta a qualidade do seu jardim. Quando a planta é cultivada perto de urtiga, diz-se que o óleo essencial é ainda mais forte.

Efeitos colaterais e contraindicações:    

Esta erva é segura em pouca quantidade e provavelmente segura para a maioria dos adultos quando ingerida por via oral em quantidades medicinais por curtos períodos de tempo.

Quando usada a longo prazo, a manjerona é possivelmente insegura. Há a evidência de que pode causar câncer caso seja usada por muito tempo. A aplicação de manjerona fresca ou óleo de manjerona, na pele ou no olho não é recomendada, pois pode causar irritação.

Caso esteja grávida ou amamentando, é melhor evitar o consumo de manjerona e de seu óleo, ou procurar orientação de um profissional de confiança.

As crianças também devem consumir apenas em pequenas quantidades em alimentos. Caso tenha alergia a orégano, manjericão, lavanda, hortelã ou qualquer outro membro da família Lamiacea, então você também pode ser alérgico.

Caso tenha problemas de saúde, incluindo os seguintes, deve consultar o seu médico antes de usar as quantidades medicinais desta erva:

  • Distúrbios hemorrágicos;
  • Diabetes;
  • Obstruções gastrointestinais ou do trato urinário;
  • Condições pulmonares, como asma;
  • Úlceras;
  • Frequência cardíaca lenta (bradicardia);
  • Convulsões.

Você também deve interromper o seu uso medicinalmente pelo menos duas semanas antes de qualquer tipo de cirurgia.

Considerações finais:

A manjerona é uma erva mediterrânica que pode ser usada no lugar ou de forma semelhante ao orégano.

Como orégano, adiciona uma grande quantidade de benefícios para a saúde, além de sabor quando usada na culinária.

Pode ser comprada e usada como uma erva seca ou fresca. Ambos têm benefícios medicinais. Além disso, traz grandes benefícios para saúde. 

Estudos mostraram que o óleo de manjerona e sua planta, pode proporcionar benefícios à saúde para pessoas que sofrem de desequilíbrios hormonais, diabetes, úlceras e problemas digestivos.

O uso em aromaterapia mostrou-se benéfico para o sistema nervoso, bem como para o sistema cardiovascular, tornando-se um ótimo remédio natural para estresse, dor, tensão nervosa, ansiedade, tensão muscular, pressão alta e problemas cardíacos.

Sou nutricionista e Personal Trainer. Me formei pela Universidade Federal do Tocantins em 2002, com registro profissional no CRN-4 nº 1509723, tenho especialização em Nutrição Esportiva, Treinamento Físico e treinos Curto de alta intensidade.

1 comentário

  • […] estudo descobriu que uma combinação de óleos essenciais de lavanda, manjerona, hortelã-pimenta e pimenta-do-reino melhorou a dor no pescoço quando aplicada diariamente na […]

Deixe um comentário