Como Detectar o Câncer de Mama Usando as Pontas dos Dedos!

Revisado por

Bioquímica Farmacêutica pela USP

Especialista do Dr. Saúde

Como Detectar o Câncer de Mama Usando as Pontas dos Dedos!
Gostou do post? Avalie!

Como Detectar o Câncer de Mama Usando as Pontas dos Dedos. Além disso, o  câncer de mama é uma condição comum para um grande número de mulheres. As mulheres que são cerca de 45 são as mais propensas a sofrer de câncer de mama.

Para detectá-lo você pode recorrer a uma mamografia, mas você também pode fazer um check-up em casa. Quanto mais cedo você detectá-lo, maior a probabilidade de eliminá-lo.

Apoio substancial para conscientização de detectar o câncer de mama e financiamento de pesquisa ajudou a criar avanços no diagnóstico e tratamento do câncer de mama. As taxas de sobrevivência ao câncer aumentaram.

detctar o cancer de mama

E o número de mortes associadas a essa doença está em constante declínio, em grande parte devido a fatores como a detecção precoce, uma nova abordagem personalizada ao tratamento e uma melhor compreensão da doença.

Sintomas do Câncer de Mama:

Sinais e sintomas para detectar o câncer de mama podem incluir:

  • Um nódulo ou espessamento da mama que parece diferente do tecido circundante;
  • Alteração no tamanho, forma ou aparência de um seio;
  • Alterações na pele sobre a mama, como covinhas;
  • Um mamilo recém-invertido;
  • Peeling, descamação, formação de crostas ou descamação da área pigmentada da pele ao redor do mamilo (aréola) ou da pele da mama;
  • Vermelhidão ou picada da pele sobre o peito, como a pele de uma laranja.

Como detectar o câncer de mama em Casa:

Passos para analisar seu seio:

  • Com as pontas do indicador e do dedo médio, explore a área de suas axilas e seios;
  • Jogue de forma profunda, mas cuidadosa e preste atenção a quaisquer protuberâncias estranhas que você percebe.

Recomenda-se que você faça este exame após o término do período, porque durante esse período a área geralmente é muito sensível e afetará o toque. Se você detectar algo anormal, não se esqueça de consultar o seu médico.

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

AUTOR: Byanca Stefany

Sou graduada em Ciências Farmacêuticas pela Universidade Federal do Piaui (UFPI), com pós graduação em Fármaco e Medicamentos pela Universidade de São Paulo (USP) mestrado também pela Universidade de São Paulo (USP) na área de Tecnologia Bioquímica Farmacêutica e Doutoranda pela Universidade de São Paulo (USP) na área de Farmácia Fisiopatologista e Toxicologia. Atualmente Trabalho na área de Análise Clinicas, e tambèm atuo no Instituto de Pesquisa de Ciência, tecnologia e Qualidade (ICTQ) e exerço a função de Editor no site "Dr. Saúde".

DEIXE O SEU COMENTÁRIOS:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários