Dicas de Saúde

5 incríveis benefícios da graviola para saúde!

Por Alan Costa, em 27/02/2019 (atualizado em 02/08/2021)
beneficios da graviola

Os incríveis benefícios da graviola são muitos, é uma fruta pouco conhecida, mas que possui grandes propriedades medicinais para tratar condições de saúde. E se eu lhe dissesse que existe uma fruta que é ótima para os seus olhos, pode tratar infecções e até se mostra promissora como um possível alimento para combater o câncer? Você estaria interessado (a)?

benefícios da graviola

É geralmente encontrada na América do Sul e, muitas vezes, é base para bebidas, sorvetes e outros alimentos doces populares. É conhecido por ter alguns outros nomes, pinha, paw paw, guyabano e guanabana em países de língua espanhola.

Além disso, tem propriedades de cura como um alimento altamente antioxidante, devido ao seu teor de vitamina C, vitaminas do complexo B, cálcio, fósforo e até mesmo quantidade de ferro.

O teor de vitaminas e minerais é a razão pela qual os benefícios da graviola incluem reduzir doenças oculares, tratar infecções e potencialmente até combater o câncer, entre outros.

História da graviola

Apesar de não ser tão grande quanto a jaca, ainda tem algum peso, possuindo em torno de 10 a 30 cm de largura, até 15 cm de comprimento e pode pesar até 15 quilos. Esta fruta tropical é geralmente oval ou em forma de coração, mas pode ser de forma irregular, principalmente devido a problemas com insetos durante o desenvolvimento.

A graviola tem uma pele espinhosa que não é comestível e é verde escura até amadurecer, quando se torna verde amarelada. Tem um cheiro e sabor semelhante ao abacaxi, mas um pouco almiscarado também. A carne é de cor esbranquiçada, granulosa, fibrosa e suculenta.

Ela cresce em segmentos onde há uma semente oval, dura, lisa e preta, com cerca de 1 a 3 cm de comprimento contendo de algumas dúzias a 200 ou mais sementes.

Sendo uma das primeiras árvores frutíferas levadas literalmente da América para o sudeste da China, Austrália e África Ocidental, a gravioleira foi notada por Oviedo como uma fruta abundante já em 1526. A gravioleira cresceu na Flórida por quase 110 anos e foi listada em 1879 como uma fruta da Flórida. Além disso, é frequentemente encontrada em jardins residenciais.

São produzidas em pequenas parcelas em toda a Venezuela, que fornecem o suprimento para as usinas de processamento onde o concentrado congelado é fabricado, e a polpa coada é preservada comercialmente na Costa Rica.

Valor nutricional da graviola

Essa fruta é dotada de um alto valor nutricional, sendo rica em vitaminas minerais e compostos antioxidantes. Uma porção de 100 gramas crua contém cerca de:

  • 66 calorias;
  • 16,8 gramas de carboidratos;
  • 1 grama de proteína;
  • 0,3 gramas de gordura;
  • 3,3 gramas de fibra;
  • 20,6 miligramas de vitamina C (34% do VD);
  • 278 miligramas de potássio (8% do VD);
  • 0,1 miligrama de tiamina (5% do VD);
  • 21 miligramas de magnésio (5% do VD);
  • 0,9 miligramas de niacina (4% do VD);
  • 0,1 miligramas de cobre (4% do VD);
  • 0,2 mg de riboflavina (3% do VD);
  • 0,1 miligramas de vitamina B6 (3% do VD);
  • 14 microgramas de folato (3% do VD);
  • 0,6 miligramas de ferro (3% do VD);
  • 27 miligramas de fósforo (3% do VD);
  • 0,3 mg de ácido pantotênico (3% do VD).

Benefícios da graviola para saúde: 

Devido ao seu alto valor nutricional a fruta contém muitos benefícios que favorecem a saúde de nosso organismo, nesse caso confira a seguir os principais benefícios desse fruto para saúde.

1. Para a saúde ocular: 

Acredita-se que muitos dos benefícios da graviola para saúde derivam de suas propriedades antioxidantes. Estudos mostram que os fitonutrientes encontrados nos frutos são ricos em compostos antioxidantes, incluindo alcalóides, saponinas, terpenóides, flavonoides, cumarinas, lactonas, antraquinonas, taninos, glicosídeos cardíacos, fenóis e fitoesteróis.

Este é um grupo que pode ajudar bastante no combate as células causadoras de doenças e até mesmo tumores.

Estudos adicionais relataram que os antioxidantes podem ajudar na doença ocular. Foi descoberto que os antioxidantes são úteis, especialmente quando consumidos como um coquetel de vitamina C, vitamina E, betacaroteno e zinco. Essa combinação realmente reduziu o risco de desenvolvimento de degeneração macular relacionada à idade em 25% daqueles que já tinham a doença.

2. Propriedades anti-Inflamatórias:

Os extratos de folhas de graviola mostraram propriedades anti-inflamatórias, além de suas características antimicrobianas, tornando um alimento anti-inflamatório versátil.

Estudos indicam que a graviola pode ser um tratamento anti-infecção natural para canais radiculares. Muitas vezes, substâncias químicas perigosas, como o hipoclorito de sódio, que na verdade é uma forma de água sanitária, são usadas para irrigar o canal radicular para evitar infecções.

No entanto, os perigos desses produtos químicos podem representar riscos à saúde. Um estudo mostra que o uso para irrigar o canal radicular é muito eficaz, tornando-se uma ótima opção, muito mais saudável.

3. Combate ao câncer: 

Uma pesquisa informa que os componentes bioativos dos extratos de folhas de graviola podem ter um efeito positivo no combate ao câncer, devido às capacidades de eliminação de radicais livres e enzimas antioxidantes, ajudando na eliminação das células cancerígenas.

Acredita-se que as folhas matam as células cancerígenas bloqueando a produção de ATP. O ATP, também conhecido como trifosfato de adenosina, é uma forma utilizável de energia para as células. Essa energia está contida em uma ligação química que, se liberada, pode ser usada para estimular outras atividades dentro das células.

No entanto, o extrato de folha de graviola pode bloquear essa atividade, o que pode reduzir o impacto das células cancerígenas, quebrando até que desmoronem. Isto é conhecido como apoptose ou morte celular programada. Além disso, cientistas no México descobriram acetogeninas presente na fruta da gravioleira, que possuem propriedades quimioterápicas.

4. Matar as células cancerosas:

O extrato mostrou uma capacidade de ajudar na eliminação de numerosos tipos de células cancerígenas, especificamente células cancerosas pancreáticas. Um estudo realizado pela Universidade de Nebraska descobriu que o extrato pode reduzir bastante o câncer de pâncreas.

Como as células cancerígenas têm mais glicose, o crescimento celular é tipicamente aumentado, assim como o crescimento do tumor. No entanto, neste estudo, as células que foram tratadas com extrato de graviola diminuíram sua absorção de glicose quando comparadas às células não tratadas. Essa diminuição pode dificultar a multiplicação das células ruins, o que é uma coisa boa.

5. Tratar infecções:

É frequentemente usada para tratar infecções causadas por bactérias e parasitas, incluindo a leishmaniose, que é uma doença transmitida pela picada de pulgão-da-areia. Também tem sido usado para tratar herpes, tosse e vômito.

Infecções bacterianas e virais podem causar tosse, espirros, febre e mais sintomas, e embora esses sintomas possam ser frustrantes, eles são eficazes, já que fazem parte do método que o corpo usa para acionar o sistema imunológico para começar a trabalhar em qualquer infecção que esteja atingindo o corpo.

Graviola e chá podem ser capazes de combater a infecção de forma eficiente e fazer com que se recupere.

Malefícios da graviola

Enquanto alguns especialistas afirmam que a graviola pode ter efeitos negativos sobre o corpo, mais estudos são necessários. Não tome suplementos se estiver grávida ou amamentando ou usando medicamentos, pois isso pode ter um efeito adverso.

Foi relatado que as sementes contêm quase 50% de um óleo que é um veneno irritante que pode ocasionar inflamação ocular grave. Algumas instituições alertam para o uso devido a uma possível disfunção neuronal e uma conexão com a doença de Parkinson, devido ao composto annonacin, uma neurotoxina potente encontrada no fruto e nas sementes.

No entanto, em 2010, a agência francesa de segurança alimentar informou que não há pesquisas disponíveis para confirmar quaisquer ligações com distúrbios neurológicos e graviola.

Independentemente disso, tenha cuidado ao consumir e evite-a se houver alguma preocupação.

Considerações finais: 

A fruta de graviola pode ser extremamente benéfica para quem luta contra o câncer, mas é importante notar que mais estudos precisam ser realizados. Eu recomendo usar com cautela e fazendo o máximo de pesquisa, para ajudar identificar se esta superfruta pode ajudar você ou alguém conhecido que possa estar lutando contra o câncer ou outras doenças.

A boa notícia é que esses efeitos potenciais de combate ao câncer têm sido demonstrados, juntamente com o tratamento de infecções, possuindo propriedades anti-inflamatórias e antimicrobianas e beneficiando a saúde dos olhos.

Então, caso não tenha efeitos adversos, esta fruta pode ser ótima para você.

Sair da versão mobile